logo-helbor-branco

Notícias

Guerrinha espera jogo equilibrado e quer equipe com emocional forte para buscar vaga

O quinto e decisivo jogo da série semifinal pelo Campeonato Paulista entre Mogi das Cruzes/Helbor e Paulistano será nesta segunda-feira, às 19h30, em São Paulo. A partida terá transmissão ao vivo pela TV FPB (Federação Paulista de Basquete) pelo Youtube.

A manhã deste domingo começou com análise dos vídeos dos jogos disputados no Ginásio Hugo Ramos. Depois, o grupo foi para a quadra para ajustar os últimos detalhes para o confronto final de amanhã. “Primeiro a gente precisa brigar com o emocional e ser mais racional. Tentar dar as respostas de uma forma prática, não se abater com o erro e saber que o jogo começa 0 a 0. Independente se você joga bem dois jogos, como eu disse nos dois primeiros, não dá nada para o terceiro e quarto jogos. Nem para o Paulistano, que perdeu os dois primeiros, não deu nada de negativo para o terceiro e quarto jogos. Eles reagiram. Assim será o quinto jogo. Desde o início, eu não imaginava uma configuração dessa, com duas vitórias lá e duas derrotas aqui, mas eu sempre falei que seria uma série de cinco jogos muito equilibrada. As equipes se conhecem bem, jogadores e comissão técnica. Já fizeram jogos muito equilibrados, desde antes de eu ter chegado aqui. Então, a tendência é de um jogo equilibrado e para isso é preciso estar muito forte emocionalmente para não se abater com o erro e buscar a resposta na qualidade, no talento e no que a equipe vem treinando”, destaca o técnico Guerrinha.

Com uma série em que os mandantes não fizeram valer o fator quadra, o ala Jimmy Dreher ressalta que tudo está aberto e a vaga deve ser decidida nos detalhes. “Essa série é muito mental. O nosso time não conseguiu garantir a vaga jogando em casa, mas agora temos de arrumar e ver quais foram os nossos principais problemas. Temos de arrumar e minimizar ao máximo essas situações. No último jogo não tivemos um poder ofensivo muito grande, fizemos apenas 68 pontos, porque não conseguimos sair muito em contra-ataque. O treino de hoje foi bem tático para mostrar o que a gente fez de ruim nos dois jogos em casa. Como eles vieram aqui e ganharam da gente, já ganhamos lá deles também. Então está tudo igual, 0 a 0 e agora quem ganhar vai para a final. É tudo na quadra nesta segunda.”

Com uma rinite alérgica, o ala Shamell Stallworth foi poupado das atividades deste domingo no Hugão para se recuperar completamente para o jogo decisivo desta segunda.

INGRESSOS

A torcida mogiana terá 100 ingressos para o jogo de amanhã. O bilhete deve ser retirado no Ginásio Antonio Prado Junior na hora da partida com a entrega de dois quilos de alimento não-perecíveis (exceto açúcar e sal).

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Paulistano vence e força quinto jogo contra Mogi das Cruzes/Helbor

O Paulistano conseguiu a segunda vitória que precisava para empatar a série em 2 a 2 com o Mogi das Cruzes/Helbor e continuar vivo na disputa pela classificação para a final do Campeonato Paulista. Assim como os mogianos arrancaram duas vitórias na casa deles, o time de Gustavinho De Conti conquistou duas amargas vitórias no Ginásio Hugo Ramos. Na partida desta noite (20), venceu por 68 a 78 e, por ter fechado a fase regular em melhor colocação, tem o mando de quadra. O jogo será na segunda (23), às 19h30, no Ginásio Antonio Prado Junior. A entrada são dois quilos de alimento não-perecível. Franca já está classificado e aguarda o vencedor para ser seu adversário na final.

Shamell Stallworth foi o maior pontuador mogiano em quadra: 19, seguido por Jimmy Dreher, com 12, e Caio Torres, com 11. O cestinha foi Lucas Dias (Paulistano), com 21 pontos.

“Hoje tivemos jogadores importantes fazendo quatro, cinco pontos. Isso faz parte. É ser humano. Não era o ideal. Ideal era ganharmos em casa e fechar o playoff, mas isso acontece com todo mundo. Vamos para o quinto jogo na casa deles, onde já ganhamos duas vezes, e cada jogo é uma situação. Playoff é isso. Paulistano teve mérito para ganhar os dois jogos, assim como tivemos para ganhar lá. Acredito muito no espírito da equipe”, comenta Guerrinha.

Com sete pontos, Guilherme Filipin também salienta a boa atuação que o grupo teve em São Paulo. “Playoff é um desafio. Nós conseguimos encaixar dois grandes jogos lá em São Paulo e eles aqui. Isso é muito difícil. Tivemos a chance com dois jogos em casa e não soubemos aproveitar. Faltou um pouco de foco e de brio também, mas agora não adianta ficar tentando achar um culpado. Precisamos canalizar as forças porque será um jogo importantíssimo para nós. Em playoff, cada jogo é uma história.”

Nos placares parciais, 14 a 18 no primeiro quarto, 16 a 18 no segundo, 15 a 20 no terceiro período e 23 a 22 no último.

 

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Paulistano vence Mogi das Cruzes/Helbor, mas mogianos ainda podem fechar série nesta 6ª no Hugão

O Mogi das Cruzes/Helbor descontou 17 pontos, empatou o jogo, fez um final dramático, mas não conseguiu bater o Paulistano nesta quinta-feira (19) no Ginásio Hugo Ramos. O time da capital venceu por 84 a 89 e agora a série está em 2 a 1. O Mogi das Cruzes/Helbor tem nova chance nesta sexta (20), às 20h, também no Hugão, de fechar a série semifinal melhor de cinco jogos e avançar para a final do Campeonato Paulista. Caso o Paulistano vença novamente, a grande decisão será no dia 23, às 19h30, em São Paulo. Franca se classificou nesta noite em cima do Bauru e será o adversário do vencedor na final, também melhor de cinco jogos.

Larry Taylor foi o cestinha da partida com 20 pontos, sete rebotes e cinco assistências, ao lado de Deryk Ramos (Paulistano), também com 20 pontos. Shamell Stallworth anotou 18 pontos e Tyrone Curnell 14.

“Levando 50 pontos, 18 de lance livre, chegando atrasado na rotação, não pegando rebote, sem atitude na defesa. Segundo tempo conseguimos colocar o coração na frente, ter mais determinação, mas Não é todo jogo que você ganhar essa forma. Estamos jogando contra uma equipe de qualidade e que fizeram quatro quartos bons. Nós fizemos dois só. É difícil esperar o adversário errar e não ir bem. Dois a zero, jogando em casa... eu falei no intervalo. O inconsciente, precisamos brigar com ele. Eles até entraram querendo, mas o inconsciente falou ‘calma’. A nossa equipe é guerreira. Os caras querem. Tenho bastante confiança neles e eles estão trabalhando bem. Deslizes são normais e amanhã faremos um bom jogo desde o início”, avaliou o técnico Guerrinha.

Com nove pontos, Fabricio Russo foi um dos destaques na partida. “Em casa, em jogo para fechar, não podemos tomar 50 pontos e final tomar quase 90 pontos. Não vamos ganhar de ninguém assim, nem no Paulista e nem no NBB. Estamos em vantagem ainda, mas amanhã vamos assistir vídeo e ver onde erramos e acertamos. Temos mais uma oportunidade amanhã de fechar em casa e de ir para a final. Não podemos deixar escapar. Foi mérito deles também. Ganhamos nos detalhes lá e eles também aqui. Amanhã não será diferente. Só temos que evitar falhas porque o Paulistano tem muita qualidade.”

Nos placares parciais, Mogi das Cruzes/Helbor venceu o segundo tempo de jogo: 22 a 27 no primeiro quarto, 14 a 23 no segundo e 27 a 20 no terceiro período e 21 a 19 no último.

Ingressos 

A venda de ingressos para o jogo desta sexta (20) começa às 10h, tanto online quanto na bilheteria. O site para compra é o www.totalplayer.com.br/mogi . O ingresso custa R$ 20, com direito à meia para idosos, professores, estudantes, pessoas portadoras de deficiência e funcionários das empresas patrocinadoras e da prefeitura. Crianças até seis anos não pagam.

 

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Mogi das Cruzes/Helbor encara Paulistano por uma vitória para a 3ª final consecutiva no Paulista

O Ginásio Hugo Ramos será palco para mais um duelo entre Mogi das Cruzes/Helbor e Paulistano nesta quinta (19), às 20h. Será a terceira partida da série semifinal do Campeonato Paulista. Os mogianos venceram os dois primeiros jogos na capital e agora precisam de mais um triunfo amanhã para avançar para a final da competição pelo terceiro ano consecutivo. A partida será transmitida ao vivo pela TV FPB (Federação Paulista de Basquete) no Youtube.

O grupo trabalhou em dois períodos nesta quarta-feira com análise de vídeo, estatísticas e atividades de quadra. Apesar da vantagem na série, o técnico Guerrinha busca manter a equipe focada para não dar poder de reação para a equipe da capital. “O 2 a 0 é muito perigoso para eles e para nós. A série vai tomando outro rumo e emocionalmente o outro time que está em desvantagem começar a se recuperar é igual ao jogo, pode se fortalecer. Independente disso, a gente sabe que eles têm condições de ganhar um jogo aqui como nós fomos para ganhar um e ganhamos dois. Eles têm chances de ganhar dois jogos e a gente ir para o quinto jogo e ganhar lá. A série está aberta e as duas equipes estão jogando muito intensamente, se estudando muito, tanto jogadores como comissão técnica. Eu passei para eles no vestiário para virmos racionalmente e não tratar o jogo de forma emocional. Emocional é para a torcida e para quem vem curtir o jogo. Nós estamos aqui para trabalhar”, destaca Guerrinha.

Assim como nos dois primeiros jogos, a partida desta quinta promete escrever mais um capítulo desse confronto que já tornou uma rivalidade nos últimos anos. Para os jogadores, o discurso é o mesmo do treinador: pés nos chão e concentração. “Ter o terceiro jogo em casa com 2 a 0 é lógico que dá uma confiança muito grande, mas ao mesmo tempo pode se tornar uma armadilha. Se entrar mole, relaxado, achando que porque está em casa vai ganhar, você perde o terceiro jogo e no quarto jogo a pressão reverte. Depois fica a pressão de não perder porque o quinto jogo é lá. Então, precisamos esquecer o 2 a 0 e ficar muito concentrado. Para vencer a série precisamos de três vitórias, já temos duas e precisamos de mais uma e temos a chance. Eles virão para o tudo ou nada e devem até jogar mais solto. Então é preciso ficar concentrado porque o jogo será muito difícil amanhã”, ressalta o ala Guilherme Filipin.

INGRESSO

O ingresso para o jogo desta quinta (19), ainda pode ser comprado com o valor promocional antecipado de R$ 10 pelo site totalplayer.com.br/mogi (optar pela meia) até as 23h59 desta quarta. Nesta quinta, o bilhete volta ao valor normal de R$ 20 (direito à meia) e será vendido a partir das 14h na bilheteria do Hugão.

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

NBA Store inaugura no Mogi Shopping com presença do Mogi das Cruzes/Helbor

Os fãs do basquete de Mogi das Cruzes e região ganharam na noite desta terça-feira (17) mais um espaço para vivenciar o esporte. A segunda NBA Store no Brasil foi inaugurada no Mogi Shopping com a presença dos atletas e da comissão técnica do Mogi das Cruzes/Helbor e de convidados. Apenas o Rio de Janeiro contava com uma loja da franquia. A abertura contou com a exibição da troféu Larry O’Brien, a taça entregue aos campeões da NBA.

“Achei legal para Mogi, que está virando uma cidade do basquete. Mostra como o basquete está crescendo não só aqui, mas no Brasil inteiro. Ter uma loja aqui em Mogi, no Brasil, não se imaginava, porque o futebol domina. É muito bacana. É legal para as crianças que terão uma loja para comprar os materiais que eles veem na televisão”, destaca o ala e capitão Shamell Stallworth.

No local, os amantes da bola laranja poderão não só comprar produtos licenciados da maior liga de basquete do mundo, como também assistir aos jogos da temporada e interagir com curiosidades de atletas, como comparar seus pés e mãos com os dos ídolos da NBA, além de poder fazer uns arremessos em uma cesta no meio da loja.

“Mogi é uma cidade que respira o esporte, inclusive o basquete. Nós temos um time muito forte na cidade e uma torcida que é apaixonada pelo basquete. Foi um dos fatores que influenciaram para trazer a loja para cá, mas também a força da NBA, junto com a Nike, que voltou com uma força maior ainda. Por isso, a gente acreditou nesse empreendimento. A expectativa é que o público interaja com a gente e vivencie o mundo NBA. A loja é completamente interativa, com monitores passando jogos, que serão atualizados todas as noites. Temos uma tabela para quem quiser fazer um arremesso e muita interatividade, com adesivos com os pés dos jogadores e as mãos nos tamanhos reais. Então, tem toda uma interatividade que dá para o cliente e o torcedor vivenciarem o mundo da NBA”, ressalta o proprietário Doja Naum.

De acordo com o diretor de licenciamento e varejo da NBA, Sérgio Perrella, a escolha da cidade para ter a segunda loja aberta no Brasil resultou de um conjunto de fatores. “Muito pela conexão de Mogi com o basquete. A NBA também tem uma parceria com a Liga Nacional e a gente vem acompanhando os trabalhos dos times e Mogi tem uma média de público acima das outras equipes. Enfim, Mogi tem uma conexão muito forte com o basquete e que eu conheço, porque eu cresci aqui. O Mogi Shopping abraçou a ideia também. Foi muito importante essa junção do shopping ter abraçado a ideia e ter feito uma proposta bem interessante para a gente, o Doja querer investir e a gente também por acreditar na cidade e na força do basquete. Por isso que a gente escolheu Mogi”, explica.

Nesta quarta-feira, a NBA inaugura a terceira loja no Brasil em Campinas. A franquia ainda prevê a expansão para outras regiões do país e, em breve, uma NBA Store na capital paulista. “A ideia é ir para São Paulo. Já temos algumas conversas avançadas com shoppings e pontos de ruas. A questão é identificar a localização correta e as condições comerciais favoráveis para a gente abrir a loja. Mas a ideia é a gente levar a NBA para todas as capitais do país, sem muita pressa e no momento certo”, adverte Perrela.

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Em teste para ‘cardíaco’, Mogi das Cruzes/Helbor bate Paulistano e fica apenas a uma vitória da final

Depois de ficar durante todo o primeiro tempo em desvantagem no marcador, o Mogi das Cruzes/Helbor venceu o Paulistano de virada por 83 a 85. A partida aconteceu no Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo, com a presença em massa dos torcedores mogianos. No segundo tempo, porém, a torcida protagonizou um verdadeiro teste para cardíaco, digno de um playoff de semifinal. Com o resultado positivo, o Mogi das Cruzes/Helbor fez 2 a 0 na série melhor de cinco jogos e fica a apenas um passo de se classificar para as finais do Campeonato Paulista, contra Franca ou Bauru (a série deles está 2 a 0 para Franca). Agora, a próxima partida será no Ginásio Hugo Ramos nesta quinta-feira (19), às 20h (veja venda de ingressos abaixo). Se necessário, as duas equipes se reencontram no dia seguinte (sexta, dia 20) também às 20h no Hugão, e no dia 23 às 19h30 no ginásio do Paulistano.

O ‘Alienígena’ Larry Taylor arrebentou com 29 pontos e foi o cestinha do jogo. Além dele, Shamell Stallworth fez 19 pontos - dono da cesta final que deu a vitória aos mogianos, Jimmy Dreher anotou 11 pontos e Tyrone Curnell 10. O técnico Guerrinha levou duas faltas técnicas e foi para o vestiário no intervalo, de onde assistiu todo o segundo tempo. Os terceiro e quarto quartos foram comandados pelo assistente Danilo Padovani.

“Hoje foi um jogo difícil, mas a gente não podia deixar a vitória escapar. A gente ganhou ontem e queria entrar hoje ainda mais forte e focado. Falam que a gente é mais velho, mas a gente é mais experiente e sabe fechar o jogo. Hoje com ajuda do Shamell, conseguimos a vitória. Sobre mim, não me preocupo com os pontos. Eu quero é a vitória. Se fizer dois pontos e ganhar, estou feliz do mesmo jeito”, comemora Larry Taylor.

Já o dono da última bola, Shamell confessa que é o que mais gosta. “Eu gosto de decidir jogo. Vocês sabem. Muito treino. Foi um bom jogo, mas nós sabíamos que seria difícil. Duas vitórias seguidas não são fáceis. Temos 37 anos [eu e Larry], mas a gente mostra ainda que a gente consegue jogar. Hoje a cabeça foi fundamental. Mentalidade, jeito de entrar. Não começamos bem, mas terminamos bem. Todos ajudaram e nós conseguimos sair na frente, 2 a 0, mas ainda tem mais um jogo pela frente e vamos tentar fechar em casa.”

Para o técnico Guerrinha, a maturidade do time foi fundamental para saber fechar a partida. “Foi uma vitória muito importante. A gente soube jogar com as desvantagens e o importante foi o time ter reação já no segundo quarto. O grupo continuou reagindo, soube fechar o jogo e administrou bem as características nossas. Mas a série está aberta ainda. Está 2 a 0 só”, salienta o treinador.

Nos placares parciais, os resultados mostraram a busca do Mogi das Cruzes/Helbor pela vitória. O Paulistano venceu apenas o primeiro quarto por 22 a 13 e, nos seguintes, os mogianos bateram os donos da casa: 20 a 23 no segundo, 18 a 25 (3º) e 23 a 24 (último quarto).

Ingressos

O bilhete para o jogo 3, na quinta (19), no Hugão, está sendo vendido pelo site totalplayer.com.br/mogi a R$ 10 (promocional antecipado). Na compra online, é preciso optar pela meia entrada para ter o benefício. A venda na bilheteria do ginásio será feita nestas terça (17) e quarta (18), das 10h às 20h, pelo valor promocional. Na quinta, dia do jogo, o preço volta ao normal e o ingresso pode ser adquirido na bilheteria a partir das 14h. Crianças até seis anos não pagam e idosos, professores, estudantes, pessoas portadoras de deficiência e funcionários das empresas patrocinadoras e da prefeitura têm direito à meia entrada.

 

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Em jogo duro, Mogi das Cruzes/Helbor abre 1 a 0 na série em cima do Paulistano

O Mogi das Cruzes/Helbor começou a série semifinal contra o Paulistano, na capital, com vitória: 76 a 84. Apesar da partida dura, o time de Guerrinha, que começou atrás no primeiro quarto, virou o jogo e segurou a vantagem apertada até o final. O segundo jogo da série melhor de cinco será nesta segunda (16), também em São Paulo, a partir das 19h30. A terceira partida será no Ginásio Hugo Ramos na quinta-feira (19), às 20h (veja venda de ingressos abaixo). Se necessário, as duas equipes se reencontram no dia seguinte (sexta, dia 20) também às 20h, e no dia 23 às 19h30 no ginásio do Paulistano.

O quinteto principal de Guerrinha foi o que mais pontuou esta noite. Shamell Stallworth fez 19, Caio Torres converteu 16, Tyrone Curnell anotou 13 pontos, Larry Taylor 10 e Jimmy Dreher também fez 10 e agarrou nove rebotes. O cestinha do jogo foi Yago, do Paulistano, com 20 pontos.

“O importante é a vitória. Falei antes no vestiário que nós temos que ganhar três jogos. Não importa se a gente ganha de 30 pontos, de dois, na última bola. Vamos descansar e amanhã de manhã vamos fazer um treino de estudo para ver o que nós fizemos de bom e também de errado aqui, principalmente rebote ofensivo deles e segunda chance deles. Nosso time enfrentou bem o jogo físico e de ataque. São duas equipes ofensivas e o jogo será decidido dessa forma, uma situação, um rebote, uma bola de três, uma coisa errada ali. Por enquanto, temos uma vitória e conseguimos reverter o mando de quadra”, avaliou Guerrinha.

Com 17 de eficiência ao final da partida, Caio Torres salientou que tem trabalhado para isso. “Estou me esforçando bastante para ajudar o time ao máximo. Hoje deu certo, mas ainda tenho muita coisa para melhorar. O time está confiando mais em mim, estou fazendo com que isso aconteça. Acho que o jogo interior é muito importante e hoje demonstramos isso. Espero que continue assim e a gente consiga mais uma vitória amanhã.”

Nos placares parciais, o Mogi das Cruzes/Helbor anotou mais do que os donos da casa a partir do segundo período: 24 a 20 (1º quarto), 15 a 21 (2º), 26 a 28 (3º) e 11 a 15 (último quarto).

Ingressos

A diretoria do Mogi das Cruzes/Helbor conseguiu um ônibus com valor promocional de R$ 10 para as primeiras 48 pessoas que confirmarem presença pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. até as 14h de amanhã (16). Lembrando que é preciso levar dois quilos de alimentos não perecíveis para entrar no Ginásio Antonio Prado Junior.

Já o bilhete para o jogo 3, na quinta (19), no Hugão, está sendo vendido pelo site totalplayer.com.br/mogi a R$ 10 (promocional antecipado). Na compra online, é preciso optar pela meia entrada para ter o benefício. A venda na bilheteria do ginásio será feita na segunda (16), terça (17) e quarta (18), das 10h às 20h, pelo valor promocional. Na quinta, dia do jogo, o preço volta ao normal e o ingresso pode ser adquirido na bilheteria a partir das 14h. Crianças até seis anos não pagam e idosos, professores, estudantes, pessoas portadoras de deficiência e funcionários das empresas patrocinadoras e da prefeitura têm direito à meia entrada.

 

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Mogi das Cruzes/Helbor e Paulistano abrem série semifinal neste domingo

Pelo terceiro ano seguido, Mogi das Cruzes/Helbor e Paulistano fazem uma semifinal de Campeonato Paulista. O retrospecto nos playoffs é melhor para os mogianos, que venceram em 2015 (3 a 2, melhor de cinco) e no ano passado por 2 a 0, em uma melhor de três. Outro capítulo deste confronto começará a ser escrito a partir deste domingo (15), às 18h, no Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo.

A série promete ser bem disputada. Na fase classificatória, os dois times se enfrentaram duas vezes, com uma vitória para cada lado. O Mogi das Cruzes/Helbor venceu no Hugão por 86 a 79 e o Paulistano na última bola por 90 a 87, na capital.

“Eu acho que a série será longa. As equipes se prepararam para uma melhor de cinco. Lógico que dentro da série podem ocorrer surpresas, como uma equipe não desenvolver um bom jogo, e isso faz parte do esporte. Ele é encantador por isso. O inexplicável acontece muito, mesmo no basquete. Em uma série melhor de três, às vezes, o que está no melhor momento não vence, mas em uma melhor de cinco quem tiver no melhor momento, equipe e jogador, com certeza leva vantagem”, destaca o técnico Guerrinha.

Para os jogadores, sem dúvida, agora chegou a hora da melhor fase da competição. Um dos mais experientes da equipe, o armador Larry Taylor acredita que é possível repetir o primeiro duelo da serie do ano passado. “A gente gosta destes confrontos na semifinal. No ano passado, ganhamos o primeiro jogo lá na casa deles e esse ano a gente quer fazer a mesma coisa e sair com uma vitória.”

O grupo finalizou a semana de preparação para o início da série na manhã deste sábado no Hugão.

INGRESSOS Jogos 1 e 2

O Paulistano disponibilizou 100 ingressos para a torcida mogiana para cada jogo que será realizado no Ginásio Antonio Prado Junior neste domingo, às 18h, e na segunda, às 19h. O bilhete precisa ser retirado na entrada do ginásio na hora da partida com a troca por dois quilos de alimentos não perecíveis (exceto sal e açúcar).

INGRESSO Jogo 3

Os ingressos para o jogo 3, na quinta (19), no Hugão, já estão sendo vendidos com valor promocional antecipado de R$ 10 pelo site totalplayer.com.br/mogi (optar pela meia). A venda na bilheteria do ginásio será feita de segunda (16) a quarta (18), das 10h às 20h. Na quinta, dia do jogo, o bilhete volta ao valor normal de R$ 20 (direito à meia) e será vendido a partir das 14h.

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Guerrinha trabalha variações defensivas para início da série semifinal

Os treinos que antecedem a estreia do Mogi das Cruzes/Helbor na semifinal do Campeonato Paulista contra o Paulistano estão sendo bem intensos. Tudo para que a equipe chegue bem preparada para o confronto que promete ser bem duro na série melhor de cinco jogos. Os dois primeiros serão no domingo (15), às 18h, e na segunda (16), às 19h30, no Ginásio Antonio Prado Junior, em São Paulo.

Na tarde do feriado desta quinta, o grupo fez um trabalho mais intenso no setor defensivo para tirar o volume do ataque do time da capital. “A gente tem de estar pronto não só com uma opção de defesa, mas ter o plano A, B e C para cada situação que eles tiverem de formação e de momento de jogo. Para isso que tem os treinos ensaiados que a gente fala. Apesar de já termos uma estrutura pronta de jogo, a gente vai ajustando de acordo com o adversário. Precisamos ter um plano de defesa contra uma equipe que tem um poder ofensivo de arremesso muito grande e se ajustar para isso. Temos ferramentas e conceitos para não haver esse desequilíbrio. Eles também vão tentar, porque também temos ótimos arremessadores e jogamos com velocidade. Então, vai ser uma série boa”, explica o técnico Guerrinha.

Os últimos confrontos entre as duas equipes têm sido muito acirrados. Na fase regular da competição, uma vitória para cada lado: 86 a 79 para o Mogi das Cruzes/Helbor no Hugão e 90 a 87 para o Paulistano, em São Paulo. “Para mim já virou uma rivalidade tipo Corinthians e Palmeiras. A gente sabe a qualidade deles. Este ano eles têm mais jogadores de qualidade e de nome, mas o sistema de jogo deles não mudou. Eles correm, marcam forte, fazem contra-ataque, chutam várias bolas de três. Não vai ser fácil. Agora começa o campeonato de verdade. Estamos tendo quatro, cinco dias para analisar o que eles gostam e não gostam e tentar focar no que temos de melhorar no ataque, na defesa, no rebote e prestar atenção nos jogadores que chamam o jogo”, adverte o ala e capitão Shamell Stallworth.

INGRESSOS

Os ingressos para o jogo 3, na quinta (19), no Hugão, já estão sendo vendidos no valor promocional antecipado de R$ 10 pelo site totalplayer.com.br/mogi. Para ter o benefício, é preciso optar pela meia entrada. A venda na bilheteria do ginásio será feita na segunda (16), terça (17) e quarta (18), das 10h às 20h. Na quinta, dia do jogo, o bilhete volta ao valor normal de R$ 20 (direito à meia) e será vendido a partir das 14h.

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Semifinal entre Mogi das Cruzes/Helbor e Paulistano começa neste domingo

Os dois primeiros jogos da semifinal entre Mogi das Cruzes/Helbor e Paulistano pelo Campeonato Paulista serão no domingo (15), às 18h, e na segunda (16), às 19h30. Os duelos serão no Ginásio Antonio Prado Junior porque o time da capital teve melhor campanha na fase regular, fechando em segundo, com apenas duas derrotas. Os mogianos ficaram na terceira posição com uma derrota a mais.

Os jogos 3 e 4 (se necessário) serão no Ginásio Hugo Ramos na quinta (19) e na sexta (20), às 20h. Em caso de empate na série, haverá uma quinta partida em São Paulo na segunda (23). As datas foram definidas na tarde desta quarta-feira em reunião na sede da FPB (Federação Paulista de Basquete).

Os dois times se enfrentaram duas vezes na fase regular, com uma vitória para cada lado. No Hugão, o Mogi das Cruzes/Helbor bateu o Paulistano por 86 a 79 e na capital perdeu na última bola por 90 a 87.

“Não vejo vantagem para lado nenhum. Quando chega em um nível desse, a vantagem é no jogo, é no momento, na inspiração dos jogadores, na qualidade. É você tentar tirar o que a outra equipe faz. Neste nível, jogando bem e focado, você pode jogar em qualquer lugar que vai ter que render. Às vezes, você pode ter o mando de quadra e as coisas não acontecerem, o time não conseguir jogar e outro sim. Vai muito mais por esse lado do que do mando de quadra”, destaca o técnico Guerrinha, que acredita que a série será definida nos detalhes. “Equilíbrio emocional, inspiração, fazer mudança de um jogo para o outro com estudo. Será milímetro por milímetro, cesta a cesta, pontinho e bola fácil. Será definida nos detalhes.”

O vencedor desta semifinal enfrentará Bauru ou Franca na grande final. Os francanos têm a vantagem de definir a série a partir de sábado (14) em casa por terem terminado a fase de classificação em primeiro lugar. Os bauruenses ficaram na quinta colocação. 

INGRESSOS

O ingresso para o jogo 3, na quinta (19), no Hugão, começam a ser vendidos nesta noite pelo site totalplayer.com.br/mogi a R$ 10 (promocional antecipado). Na compra online, é preciso optar pela meia entrada para ter o benefício. A venda na bilheteria do ginásio será feita na segunda (16), terça (17) e quarta (18), das 10h às 20h. Na quinta, dia do jogo, começa a vender a partir das 14h.

Mogi das Cruzes/Helbor faz 2 a 0 em cima da LSB e avança para semifinais contra Paulistano

O Mogi das Cruzes/Helbor encerrou os playoffs de quartas de final contra a Liga Sorocabana (LSB) nesta segunda-feira (9), no Ginásio Hugo Ramos, e se classificou para as semifinais do Campeonato Paulista. A série melhor de três terminou em 2 a 0 para os mogianos, com a vitória nesta noite por 88 a 79. Agora, o Mogi das Cruzes/Helbor disputa com o Paulistano quem avança para a final. As datas das semifinais serão decididas em reunião entre a Federação Paulista de Basquete e os clubes nesta quarta-feira (11). Além dos dois semifinalistas, Bauru também já está classificado e aguarda a decisão entre Franca e Osasco para conhecer seu adversário. Diferente das quartas, as semifinais e as finais serão em sistema melhor de cinco jogos.

Larry Taylor mais uma vez foi um dos destaques da partida, com 22 pontos, nove rebotes, oito assistências e de quebra ainda deu um toco. Shamell Stallworth, porém, foi o maior pontuador mogiano em quadra: 24 convertidos e Caio Torres anotou um duplo-duplo de 16 pontos de 10 rebotes. O cestinha do jogo foi o americano da LSB, Dontrell Brite, com 32 pontos.

“Não fizemos uma excelente partida, mas conseguimos sair com a vitória, que era o importante. Por estarmos em casa e termos ganhado o primeiro lá, o inconsciente do time não tratou o jogo como tratamos a primeira partida em Sorocaba. Já era esperado. Mas eles também tiveram méritos. Fizeram 14 bolas de três, estavam mais aguerridos, conseguiram entrar mais no jogo. Mas o importante, no momento, foi a vitória e agora é nos prepararmos para cruzar com o Paulistano, fazer uma excelente série e disputar mais uma final para defender o título”, avaliou o técnico Guerrinha.

Dono da melhor eficiência em quadra (36), o Alienígena, que vem se sobressaindo com atuações brilhantes, falou sobre a dificuldade do jogo desta noite diante da LSB. “Hoje foi um jogo muito difícil para a gente. O time deles veio com ‘fome’, porque sabia que se perdesse hoje estaria fora do campeonato. Então eles não tinham nada para perder. Eles jogaram bem, mas nós jogamos melhor e por isso ganhamos”, comemorou.

Nos placares parciais, 22 a 17 (1º quarto), 21 a 21 (2º), 26 a 14 (3º) e 19 a 27 (4º).

 

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Mogi das Cruzes/Helbor decide vaga na semi contra LSB nesta segunda no Hugão

Se conseguir superar a Liga Sorocabana nesta segunda-feira (9) no Ginásio Hugo Ramos, o Mogi das Cruzes/Helbor garante a vaga para a semifinal do Campeonato Paulista. O jogo 2 do playoff quartas de final será às 20h e terá transmissão ao vivo da TV FPB. Avançando, os mogianos enfrentarão o vencedor da série entre Paulistano e América, de São José do Rio Preto. O segundo jogo entre as equipes será nesta segunda, às 19h30, e o time da capital também pode fechar em casa.

Para o confronto de amanhã, o grupo fez um trabalho de quadra neste domingo no Hugão para corrigir as falhas e acertar alguns posicionamentos. “A série está aberta. Fizemos um excelente primeiro jogo na casa do adversário, mas precisamos de duas vitórias e eles também. A gente espera definir em casa jogando bem e certo, envolvendo todos na defesa e no ataque. A gente vem em uma crescente e esperamos continuar. Temos de fazer valer a força do grupo, como fizemos lá. Não tem porque não estar focado e valorizando o adversário. É uma equipe que não desiste nunca e vem amanhã para conseguir a sua vitória. Nós também não desistimos. Estamos fazendo alguns quartos excepcionais na defesa e o ataque, que têm feito a diferença. Temos de melhorar mais, porque passando vamos encontrar um adversário mais difícil ainda”, pontua o técnico Guerrinha.

O treinador não poderá contar com o jovem armador Vithor Lersch, que foi desqualificado na vitória por 85 a 54 no primeiro jogo, após se desentender com o ala-armador Jackson, da Liga Sorocabana, que também está fora da partida. Sem Vithinho, quem deve ganhar mais tempo de quadra no duelo de amanhã é o armador Patrick Carioca, que anotou 10 pontos no jogo 1. “O Vithinho não poderá jogar, mas a gente tem jogadores a altura para suprir e eu vou aproveitar a oportunidade que está sendo dada. Vamos tratar o jogo com seriedade desde o começo, porque a gente sabe que deixar a equipe de Sorocaba gostar do jogo ela fica chata e será complicado. Então é fazer uma defesa forte desde o começo e facilitar para fazer pontos de contra-ataque”, destaca Carioca.

Quem está aproveitando bem as oportunidades em quadra é o ala-pivô Wesley Sena. O camisa 12 vem apresentando bons números nos últimos jogos e tem agradado ao técnico Guerrinha. No jogo 1, em Sorocaba, o jogador terminou a partida como cestinha, com 13 pontos, ao lado do ala Guilherme Filipin e do armador Lucas Lima (LSB). “Estou tendo a oportunidade de entrar mais em alguns jogos e isso é reflexo do que acontece dentro de quadra. Tenho feito treinos extras com o Guerrinha, chegando antes para treinar e o esforço está sendo recompensado dentro de quadra”, adverte Wesley.

Reforço

Recuperado de uma contratura na panturrilha direita, o ala-pivô Fabricio Russo entrará na rotação da equipe na partida desta segunda. O jogador chegou a ficar no banco no último jogo, mas foi poupado pelo técnico Guerrinha.

Ingressos

O ingresso para o jogo está sendo vendido a R$ 10 (promocional antecipado) somente até as 23h59 deste domingo pelo site totalplayer.com.br/mogi (optar pela meia). Nesta segunda, ele estará à venda também na bilheteria do Hugão pelo valor normal (R$ 20, direito à meia) a partir das 14h. 

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor

Mais notícias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32
  • 33
  • 34
  • 35
  • 36
  • 37
  • 38
  • 39
  • 40
  • 41
  • 42
  • 43
  • 44
  • 45
  • 46
  • 47
  • 48
  • 49
  • 50
  • 51
  • 52
  • 53
  • 54
  • 55
  • 56
  • 57
  • 58
  • 59
  • 60
  • 61
  • 62
  • 63
  • 64
  • 65
  • 66
  • 67
  • 68
  • 69
  • 70
  • 71
  • 72
  • 73
  • 74
  • 75
  • 76
  • 77
  • 78
  • 79
  • 80
  • 81
  • 82
  • 83
  • 84
  • 85
  • 86
  • 87
  • 88
  • 89
  • 90
  • 91
  • 92
  • 93
  • 94
  • 95
  • 96
  • 97
  • 98
  • 99
  • 100
  • 101
  • 102
  • 103
  • 104
  • 105
  • 106
  • 107
  • 108
  • 109
  • 110
  • 111
  • 112
  • 113
  • 114
  • 115
  • 116
  • 117
  • 118
  • 119
  • 120
  • 121
  • 122
  • 123
  • 124
  • 125
  • 126
  • 127
  • 128
  • 129
  • 130
  • 131
  • 132
  • 133
  • 134
  • 135
  • 136
  • 137
  • 138
  • 139
  • 140
  • 141
  • 142
  • 143
  • 144
  • 145
  • 146
  • 147
  • 148
  • 149
  • 150
  • 151
  • 152
  • 153
  • 154
  • 155
  • 156
  • 157
  • 158
  • 159
  • 160
  • 161
  • 162
  • 163
  • 164
  • 165
  • 166
  • 167
  • 168
  • 169
  • 170
  • 171
  • 172
  • 173
  • 174
  • 175
  • 176